sexta-feira, 30 de Julho de 2010

Pudim de atum


Prepara-se um refogado com uma cebola, alho, azeitepolpa de tomate (100 gr) e uma pitada de pimenta.

Mistura-se o atum partido aos bocadinhos (duas latas de atum em azeite ou uma grande), azeitonas recheadas picadas, delícias do mar cortadas às tirinhas, ervilhas e rodelas de cenouras cozidas.

Junta-se dois a três papo-secos demolhados em leite (ou três fatias de pão branco) e 4 gemas e mistura-se tudo muito bem em lume brando.

Depois de retirar do lume, acrescenta-se 4 claras batidas em castelo.
O preparado vai ao forno a cozer, numa forma untada (de bolo, com buraco), em banho-maria, durante 1 hora. Desenforma-se só depois de completamente frio.

No dia seguinte, enfeita-se, a gosto, cobrindo o pudim com maionese e decorando com rodelas de ovos cozidos, pickles, azeitonas, milho doce, alface ou agrião.

Conserva-se no frigorífico e serve-se frio.

1 comentário:

  1. Esta receita foi-me dada por uma amiga dos Açores. Obrigada, Fatinha!
    Trata-se de um pudim divinal, muito decorativo e saboroso, excelente para lanches tardios, jantares leves e entradas. É ainda mais agradável quando o tempo começa a aquecer.
    Tentei colocar as quantidades dos ingredientes essenciais, pois o resto fica a critério e gosto de cada um.
    Experimentem e depois digam-me qualquer coisa!

    ResponderEliminar